metendo um pinto no outro

Frottage é o ato sexual entre dois homens, sem penetração. Nesse ato, os adeptos proporcionam um prazer de maior intensidade ao esfregar seus pênis, em uma mútua estimulação até chegar ao orgasmo. Nesse tipo de relação, não há ativo ou passivo, possibilitando um ato sexual igualitário.

Na França, existe um nome que define o ato sexual sem penetração: Gouinage. Os praticantes (chamados de gouines) defendem que o que a maioria das pessoas chamam de “preliminares do sexo” proporciona tesão suficiente para que um orgasmo seja atingido. O assunto sempre gera discussões, principalmente por existirem gays radicais que assimilam a ideia de que os gouines rejeitam sua homossexualidade, dispensando o sexo anal.

Dentro da prática do Gouinage, há algumas experiências que merecem destaque: o frottage e o docking. Frottage deriva do francês (sempre eles!) frotter e consiste no ato de esfregar (ou punhetar mesmo :P) os paus simultaneamente. A prática mais “correta” é acompanhada por um abraço frontal, mas penso que só pôr as picas pra “duelar” (guerrinha de espadas!) já é fazer frottage.

Dentro da prática do Gouinage, há algumas experiências que merecem destaque: o frottage e o docking. Frottage deriva do francês (sempre eles!) frotter e consiste no ato de esfregar (ou punhetar mesmo :P) os paus simultaneamente. A prática mais “correta” é acompanhada por um abraço frontal, mas penso que só pôr as picas pra “duelar” (guerrinha de espadas!) já é fazer frottage.

A maioria de nós, adeptos, começou a prática quando criança, mas por algum motivo deixou a prática para conhecer outras experiências; alguns deixam essa prática no passado, outros voltam a praticar e, graças à internet, está sendo possível conversar sobre isso com outros adeptos e até encontrar parceiros que curtem uma boa esfolada.